Somos Livres

Depois de alguns dias fora, estou aqui novamente.

Quero pedir desculpas pelos dias que estive sem postar, mas alguns compromissos me ocuparam além do esperado.

Agradeço ao carinho dos amigos que me escreveram contando a respeito da edificação que receberam aqui e aos que escreveram ansiosos pelas atualizações.

Pois bem, durante esses dias que estive ausente, algo foi fortemente ministrado ao meu coração. Ainda em estudo ao livro de Atos, passei a me sentir quebrantado e tocado pelos crentes da igreja primitiva que eram perseguidos, e pelos apóstolos que sofriam por pregar a palavra de Deus.

Quando li em Atos 5:41 que os apóstolos, após serem açoitados, REGOZIJARAM-SEde terem sido julgados dignos de padecer afronta pelo nome de Jesus’; quando li em Atos 7 que Estevão, podendo ter se defendido das falsas acusações levantadas contra ele, proferiu um discurso a respeito de Jesus e nada falou em defesa própria e ainda, na hora de sua morte cruel, ajoelhou-se e pediu para que os pecados de seus próprios assassinos não lhes fossem imputados; eu fui impactado.


Confesso a você que eu fiquei perplexo quando li a respeito destes homens de Deus. Não houve como conter o choro compulsivo, tamanho o impacto dessas palavras em meu coração. Naquele momento eu me senti constrangido por uma mistura de emoções e sentimentos. O tamanho da fé, da determinação e principalmente, do AMOR que aqueles homens mantinham por Cristo me fez ver o quanto eu ainda preciso aprender acerca de intimidade com Deus, de relacionamento com Ele e do que Ele realmente espera de mim enquanto servo.


Por tão pouco eu desanimo, me entristeço, reclamo, desisto, abandono projetos. Os apóstolos em Atos 5:41 se REGOZIJARAM após serem açoitados porque para eles, sofrerem pelo nome de Jesus era uma honra, um privilégio. Eles tinham por honra serem considerados DIGNOS de sofrerem por Cristo. Pedi perdão a Deus pela minha negligência enquanto servo. Pedi para que Ele aumentasse a minha fé e me ajudasse a compreender o que Ele verdadeiramente espera de mim.


Poucos dias depois, tive esclarecimento da razão pela qual Deus começara a tratar comigo a respeito do amor pela obra ao ponto de suportar sofrimento por Cristo. Em um ato de curiosidade, cliquei em um vídeo que apareceu nas atualizações de amigos do Orkut e lá estava uma cantora contando o testemunho de uma jovem que havia sido presa e torturada por cantar músicas cristãs. E aquele vídeo me levou a outro, que me levou a outro, e a outros que me deixaram tão impactado quanto os textos de Atos.


Passei a ter conhecimento da situação em que se encontram os Cristãos que vivem em outros países e sua luta em servirem e serem fiéis onde é proibido servir a Deus publicamente, e anunciar o evangelho é crime.


Me senti um inútil vendo que faço tão pouco, morando em um país onde há liberdade de culto. Me dei conta de que nós cristãos brasileiros nos tornamos escravos da nossa própria liberdade. SOMOS LIVRES no nosso país. Glória a Deus por isso. Porém, amamos tanto a nossa liberdade que permitimos que ela nos domine quando não abrimos mão dela em pró do reino.


Dói saber que posso fazer tanto e faço tão pouco. Dói mais ainda saber que por tão pouco, os meus irmãos da Igreja Perseguida sofrem tanto.


A partir daquele momento, passei a interceder por esses irmãos que tem sofrido perseguição, assim como a igreja primitiva fazia pelos apóstolos. E como funcionava no passado e as orações eram ouvidas, e Deus enviava o socorro, assim continua acontecendo hoje. Deus é o mesmo e opera os mesmos milagres do passado. Ele não mudou. Assim como Ele ouvia as orações da igreja primitiva que orava em unidade e comunhão pelos que sofriam perseguições por amor de Cristo, Ele ouve as nossas orações e pode entrar com providência e milagre em favor dos nossos irmãos que tem feito o que eu e você não podemos fazer, e tem suportado o que talvez eu e você não suportaríamos.


Irmãos nossos tem sido torturados até a morte por não negarem a Cristo. O índice de perseguição aos cristãos no Século XX é maior do que o somatório dos 1.900 anos dos XIX séculos anteriores.


Pretendo dedicar as próximas postagens a tratar deste assunto e colocarei aqui vídeos, relatos, dados e informações que com certeza irão te chocar e fazer você repensar na tua caminhada cristã com mais seriedade. É hora de despertar e olhar para a situação do mundo. Longe do nosso comodismo. Além das fronteiras onde nossos olhos alcançam. Existem coisas acontecendo que não temos conhecimento, mas que anunciam O Grande Dia.


Jesus está voltando! É tempo de anunciar a Sua volta e eu preciso levar isso mais a sério. Os apóstolos levaram isso a sério. Estevão levou isso a sério e julgou por honra o sofrer e morrer por amor a Cristo, em troca, recebeu a honra de, durante o momento de sua morte, contemplar os céus abertos e Jesus se levantando do Seu Trono e se pondo de pé a Destra do Pai para recebê-lo. Os irmãos da Igreja Perseguida têm levado isso muito a sério.Quem sabe você também não precise levar isso mais a sério também?


Talvez você, assim como eu, não suportaria sofrer o mesmo que eles, passar pelo que eles passam. Deus sabia disso quando plantou você em um País livre onde você não passaria por tais coisas. Que tal usar esta liberdade, preciosa liberdade, a favor da propagação do Reino? Ore pela Igreja Perseguida. Abra seu coração para missões. Vamos nos unir em oração por esta causa. A nossa oração move a mão que pode ir onde os nossos braços não alcançam.


Deus conta com você.

4 comentários:

FERNANDO PAIVA disse...

Texto muito profundo manow!
Nosso amor pela igreja perseguida tem q mudar... em alguns casos até aparecer.
Muitos já entenderam que vale a pena viver e até morrer por causa de JESUS!
Isso tem q entrar na nossa mente e mudar nossas atitudes.

Q esse texto possa ser usado pra isso!


Abração!

Monica disse...

Amém Junior!!Que Deus continue nos despertando para orarmos por aqueles que fazem o que nós não podemos ou ñ queremos fazer.
E venhamos acordar,para este grande acontecimento que está por vir,que é o arrebatamento,para ñ chegarmos no céu com as mãos vazias.Fica com Deus.

Dan Santos disse...

Uau...
Realmente um texto forte como esse poucas pessoas tem coragem de ler até o final.. Pq? Pq não dá pra simplesmente ler, dói, a gente sente e percebe o quanto fazemos pouco por amor a obra de Deus e que precisamos nos dedicar infinitamente mais.

Ele é tão bom conosco, misericordioso, e tudo isso apesar do nosso "eu". E o que temos feito pra pagar isso?
Já passou da hora de despertar!

Deus continue usando esse canal!!!

Raphel Bellem disse...

Ola caro irmão Junior Tavares, eu to finalizando um blog e queria saber Como eu faço p/ colocar "Receba as Atualizações por e-mail" em meu blog. Vi que no seu, vc conseguiu fazer isso. Poderia me dar esse help? Abraços e fq na paz!